• contato@karinfranca.com

A erva doce e o poejo.

A erva doce e o poejo.

     Esse primeiro post dando uma explicação sobre hábito aimentar, não foi escrito por mim e sim por aquela que me ensina tudo sobre ervas, minha mãe. Só vou digitar o que ela escreveu….
     O homem sendo educado ao natural, terá consciência de que “tudo me é lícito, mas nem tudo me convém”, conforme assevera o apóstolo Paulo de Tarso.
    Começa a educar uma criança com hábitos naturais, assim ela acabará se desenvolvendo através do  meio que lhes oferece. É pela educação, mais do que pela instrução, que se transformará o ser humano. Porque “educação é o conjunto de hábitos adquiridos”.  Bom, é que se coloque na infância esses hábitos, porque é importante que desde o início, a criança já entenda que o natural em sua vida dará a ela uma vida saudável.
   Vamos começar como faziam nossos antepassados, com um chazinho de erva doce para acalmar uma cólica, e a própria erva doce serve como um calmante, por isso a criança sente o alívio das cólicas até mesmo por formação de gases. Outra erva que também pode ser usada para dar a criança quando estiver com os brônquios entupidos por secreção devido ao resfriado, é o chazinho de poejo.

700-02009948

Não podemos pensar que a criança não pensa como adulto, pois isso depende do que se tenha ensinado: é nesse momento que há necessidade da educação,  que é o conjunto dos hábitos adquiridos. Ao invés de oferecermos um refrigerante, devemos oferecer um copo de suco (de frutas ou verduras ou ervas refrescante). Até mesmo nas escolas está sendo difícil mudar o hábito nas merendas. Por que  Por causa do mal uso que elas tiveram desde o início de sua educação.  Para conseguirmos levar este hábito é preciso começarmos  desde a infância, porque é por aí que será mais fácil, a criança é mais maleável a este entendimento.

 

                                                                                                     Eloiza França
Karin França

Deixe uma resposta